Mesmo em meio a pandemia, convite a alegria do Senhor é reforçado na celebração do 4º domingo da Quaresma

domgil quarto domingo quaresmaNeste domingo (14), o Arcebispo Metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira presidiu a Missa do Quarto Domingo da Quaresma, na Catedral Metropolitana, sem a presença de fiéis. Ao longo da celebração da alegria, que marca a metade do tempo quaresmal, Dom Gil falou sobre como manter tal alegria em meio a um momento histórico tão difícil e desafiador.

No início da Missa, ao apresentar as intenções, o Pastor destacou a importância da liturgia no contexto atual, ao afirmar que ela ajuda a enfrentar os momentos penitenciais e difíceis da vida. E orientou a todos: “Muitas cidades de Minas, e de outros estados, estão na onda roxa, dado o grande problema do coronavírus. Tragamos para o altar de hoje essas intenções, coloquemos as nossas preocupações, prometamos a Deus colaborar da nossa parte, com todo e qualquer sacrifício, inclusive espirituais, para poder ajudar essa situação mudar. Peçamos a Nosso Senhor o dom de abraçar com serenidade e responsabilidade tudo aquilo que deve ser feito”.

Dom Gil explicou que a alegria do Senhor não é a mesma que a do mundo, que o Senhor vem ao favor de todos que nele crerem. Mesmo diante do desafio da pandemia, “o Domingo da Alegria nos enche de esperança”.

Em entrevista, o Arcebispo frisou a esperança. “Um dia tudo isso vai passar e nós vamos ter tempos felizes. Quando será isso? Nós não sabermos. Possivelmente vamos ter uma quaresma extensa, mas vamos com alegria e confiança em Deus. Sabendo que Deus amou o mundo de tal maneira que mandou seu filho para morrer por nós, não para condenar o mundo, mas para salvá-lo. Esperamos que a ressureição, a Páscoa, aconteça também no mundo inteiro, em relação a pandemia que está nos castigando”.

Ao final da celebração, recordou-se que se aproxima o dia de São José, celebrado na próxima sexta-feira (19). “Este ano, que é ano de São José, determinado pelo Papa Francisco, nossa solenidade, amor e meditação deve ser maior ainda”, disse Dom Gil. Ele convidou a todos para a live desta quarta-feira (17), às 19h30, um momento de formação e meditação sobre a figura de São José partindo da “Carta Apostólica Patris Corde – Com coração de Pai” e também para participar de uma missa na sexta-feira.

Um último recado dado foi referente a importância do Dízimo para a Igreja neste tempo de pandemia. Há um ano as coletas quase não existem, devido aos templos fechados, também não é possível arrecadar através de festa, portanto, o dízimo é o único meio de arrecadação financeira. “Apelo para a fé de cada um. Ninguém deve dar o dízimo com má vontade. O dízimo é para a igreja, para as despesas. Faça um esforço perante Deus e medite: será que estou contribuindo para manter a minha igreja neste tempo?”. Concluiu agradecendo a fidelidade daqueles que todos os meses colaboram em suas paróquias.

Fonte: site da Arquidiocese de Juiz de Fora

Arcebispo determina suspensão de missas presenciais até a Terça-feira Santa

Domingo-de-Ramos-2020Na noite dessa sexta-feira, 12 de março, o Arcebispo Metropolitano de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira, divulgou novas orientações a padres e paróquias em decorrência da regressão da cidade-sede da Arquidiocese para a onda roxa dos protocolos estaduais de enfrentamento à pandemia da Covid-19. Entre as regras mais rígidas, está o toque de recolher das 20h às 5h durante os dias de semana e também aos sábados e domingos. A medida começa a valer a partir deste sábado (13) e valerá pelos próximos 15 dias.

Dom Gil, que em seu último comunicado havia deixado em aberto a possibilidade de as missas presenciais, com a ocupação de 30% dos templos, retornarem neste 4º Domingo da Quaresma, voltou atrás. A indicação do Arcebispo é de que todas as celebrações até o dia 30 de março, Terça-feira Santa, sejam feitas internamente, somente com as pessoas necessárias ao altar.

Em razão do toque de recolher, o pastor ainda pediu que não haja celebrações à noite, para evitar o deslocamento daqueles que auxiliam na realização da Santa Missa. As orientações valem para Juiz de Fora e outros municípios de nossa Igreja Particular que estejam na onda roxa.

Clique aqui e confira o comunicado na íntegra.

Fonte: site da Arquidiocese de Juiz de Fora

Via-Sacra Sinodal da Juventude está acontecendo online desde o dia 19 de fevereiro

154466686 1754868531353864 4469483235839476555 nA Via-Sacra Jovem ao Morro do Cristo, em Juiz de Fora, não foi realizada neste ano, devido a pandemia. No entanto, a Juventude Arquidiocesana está se reunindo em novo formato. Pela primeira vez, a Via-Sacra Jovem acontece de maneira online.

O exercício da Via-Sacra consiste em que os fiéis percorrem mentalmente a caminhada de Jesus a carregar a Cruz desde o pretório de Pilatos até o monte Calvário, meditando a Paixão do Senhor. Esta prática é comum durante as sextas-feiras da Quaresma.

Inspirados neste costume, a Pastoral Juvenil de Juiz de Fora deu início na primeira sexta-feira da quaresma, dia 19 de fevereiro, à Via-Sacra Sinodal da Juventude – Online. As orações, baseadas no subsídio preparado pelo Setor Juventude, estão acontecendo no formato digital, pelo Facebook e Instagram da pastoral, sempre às 19h.

A cada sexta-feira do Tempo Quaresmal tem sido divulgado um vídeo, feito pelos jovens da Arquidiocese, com as orações e meditações. Além disso, no 2º Domingo da Quaresma aconteceu Santa Missa, presidida por Dom Gil Antônio Moreira, Arcebispo Metropolitano, e acolhida da “Cruz dos Jovens”. Que contou com participação presencial reduzida de fiéis e, também, foi possível acompanhar através da Web TV A Voz Católica ou pela Rádio Catedral.

De acordo com o assessor da Pastoral Juvenil da Arquidiocese de Juiz de Fora, Padre Luiz Roberto Magalhães Leite (Zucka), a sugestão é refletir e meditar a Via-Sacra do cuidado através das redes sociais. “Nós estamos pedindo para vocês prepararem o ambiente, colocando sobre a mesa a Palavra de Deus, a cruz e uma vela acesa. Participe conosco desse exercício piedoso. Com Cristo, a caminho do cuidado”.

O Arcebispo de Juiz de Fora espera grande participação também neste ano. “A juventude inteira da Arquidiocese reunida através dos celulares, computadores, das redes sociais, essa grande Via-Sacra Jovem”.

*Com informações do site da Arquidiocese de Juiz de Fora e Portal Cleofas

Leia mais

NEWSLETTER
Cadastre-se e receba as novidades da Catedral.
  1. Facebook
  2. Twitter
  3. Instagram
  4. Video