‘Lockdown’ em Juiz de Fora: Dom Gil divulga orientações às paróquias e indica cuidados para a Semana Santa

Design-sem-nome-5O Arcebispo Metropolitano de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira, divulgou na noite da segunda-feira, 08 de março, orientações às paróquias de Juiz de Fora em decorrência do lockdown decretado pelo Executivo Municipal. No comunicado, o Arcebispo ainda dá indicações para as celebrações da Semana Santa, que serão realizadas entre os dias 28 de março (Domingo de Ramos) e 4 de abril (Domingo de Páscoa).

Dom Gil começa o texto conclamando os fiéis a abrirem os corações para as “surpresas de Deus”. “No itinerário quaresmal em preparação para a Semana Maior e a Páscoa que se aproxima, abramos nosso coração para as surpresas de Deus e acolhamos com espírito de penitência, oração e caridade as situações que vão surgindo. A esperança e o amor que vêm do alto fortalecem nosso ânimo, não permitindo que percamos a harmonia e a paz. Sigamos nossa caminhada rumo à Páscoa, na tranquilidade de quem crê na bondade de Deus, Pai misericordioso”.

Em razão do Decreto nº 14.380 da Prefeitura de Juiz de Fora, que restringe o funcionamento das atividades na cidade pelo prazo de uma semana, o Arcebispo suspende a participação presencial de fiéis nas missas e outras celebrações litúrgicas durante a semana corrente. “Estamos esperançosos que, no próximo Domingo, Domingo Laetare, possam ser recebidos fiéis que se inscrevam com antecedência, em número não superior a 30% da capacidade de cada igreja”. Se isso for possível, ressalta Dom Gil, as paróquias serão comunicadas.

Nos próximos dias, o atendimento de confissões também será interrompido, assim como o trabalho de parte dos funcionários das paróquias. Os párocos e administradores paroquiais deverão analisar a possibilidade do home office ou do trabalho presencial sem o atendimento externo.

Semana Santa

Tendo em vista a proximidade das celebrações da Semana Santa, Dom Gil Antônio Moreira indica a continuidade da lotação das igrejas em, no máximo, 30% dos lugares. O Arcebispo pede, ainda, que não sejam realizadas procissões em vias públicas. Para o dia 28 de março, a orientação é de que não sejam distribuídos ramos os fiéis.

A Missa do Santo Crisma, que marca a manhã da Quinta-feira Santa, está mantida. Já na celebração da noite, não deve ser realizado o rito de lava-pés, assim como deve ser omitido o “beijo na cruz” na Sexta-feira da Paixão. Neste dia, Dom Gil pede que somente haja distribuição da Comunhão na Ação Litúrgica das 15h.

O Arcebispo de Juiz de Fora, por outro lado, ressalta a importância do jejum e abstinência de carne. “Na Sexta-feira Santa, observem-se as regras do jejum e abstinência previstas pela Igreja: o jejum é prescrito para os fiéis entre as idades de 18 e 60 anos iniciados. Os demais o fazem se o desejarem. A abstinência de carne é prescrita para os maiores de 14 anos”.

Por fim, o comunicado indica uma oração diária pelo fim da pandemia, composta pelo Papa Francisco, pedindo a intercessão de Nossa Senhora. Clique aqui e confira a íntegra do documento.

Fonte: site da Arquidiocese de Juiz de Fora

Dom Gil e padres do Lar Sacerdotal são vacinados contra a Covid-19

domgil vacinaNa manhã da última segunda-feira, 8 de março, o Arcebispo Metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira e demais padres idosos residentes do Lar Sacerdotal receberam a segunda dose da vacina contra a Covid-19.

Foram imunizados 10 sacerdotes, entre eles o Bispo Emérito de Juiz de Fora, Dom Eurico dos Santos Veloso e o Bispo Emérito de Sorocaba, Dom Eduardo Benes Sales Rodrigues, e 19 funcionários do Lar Sacerdotal.

Por residirem em um local de acolhimento de padres idosos e enfermos, os sacerdotes, assim como os trabalhadores do Lar Sacerdotal, fizeram parte do grupo priorizado pelo Programa de Imunização de Juiz de Fora.

Em vídeo, Dom Gil tornou a falar da importância da vacina. “Quero pedir a todos que sejam vacinados. A vacina é oportunidade que temos de proteger a nós mesmos e proteger outros, para não passarmos o vírus para outras pessoas. Agradecemos a Deus o dom da ciência. A ciência que vai descobrindo vacinas e maneiras de nos protegermos contra os perigos da doença. Deus seja louvado e abençoe todos aqueles que trabalham na vacinação e todos que serão vacinados”.

Lar Sacerdotal

A casa existe desde 1985 e tem por objetivo servir de moradia digna e de acolhimento dos clérigos idosos e enfermos, além de servir como hospedagem para padres, bispos e religiosos em passagem pela cidade, dentro de um ambiente de fraternidade presbiteral, mediante autorização do Arcebispo Metropolitano. A Residência Arquiepiscopal funciona anexa ao Lar Sacerdotal.

Fonte: site da Arquidiocese de Juiz de Fora

Recordando visita do Papa ao Iraque, Dom Gil convida líder muçulmano para Missa na Catedral

domgil sheikhNa manhã do último domingo (07), o terceiro do Tempo Quaresmal, o Arcebispo, Dom Gil Antônio Moreira, presidiu Santa Missa na Catedral Metropolitana. A celebração contou com a presença de Sheikh Hosni Youssef, responsável pela Associação Muçulmana de Juiz de Fora, recordando a visita do Papa Francisco ao Iraque.

No início da celebração, Dom Gil convidou todos a se unirem ao Santo Padre. “Desde sexta-feira ele está na sua peregrinação missionária de paz, de penitência, como ele mesmo disse; fica lá até amanhã, segunda-feira, quando encerra ali a sua atividade missionária e volta para Roma. Este é um momento muito importante para a Igreja, é a primeira vez que um papa visita o Iraque, que é a pátria de Abraão, pai das três religiões monoteístas, o Judaísmo, o Cristianismo e o Islamismo”.

Ao apresentar Sheikh Hosni, o Arcebispo de Juiz de Fora ressaltou a relação amistosa que têm. “Já nos conhecemos há muito tempo; várias vezes ele esteve comigo na minha casa. Logo que chegou, me procurou, me fez uma visita, com o mesmo espírito do Papa Francisco, de diálogo, de busca da fraternidade. Cremos no mesmo Deus, único e verdadeiro; as diferenças que há no comportamento litúrgico ou doutrinal são menores do que aquelas coisas que nos unem, que é o amor a Deus, o amor ao próximo, a busca da fraternidade, da paz, da justiça, do amor”.

O líder da comunidade muçulmana local se mostrou muito feliz com o pedido de Dom Gil. “Foi com grande honra que eu recebi esse convite através do querido senhor Arcebispo Metropolitano. Nem pensei, na hora falei com ele que o convite estava aceito. Aceitei para mostrar para o mundo inteiro como todas as religiões da Terra ordenam para manter a paz; para apresentar para todo mundo que a comunidade muçulmana também é de paz, de tranquilidade, de amor; amor pelo próximo, pelo vizinho, por outras religiões”, apontou.

Ressaltando a importância da busca de um ecumenismo e um diálogo inter-religioso verdadeiros, o Arcebispo explicou a diferença entre eles. “O verdadeiro ecumenismo é aquele que nos aproxima dos irmãos cristãos, mesmo que sejam de outros segmentos, de outras confissões, de outros credos. Ecumenismo é cada um viver intensamente a sua fé, a sua convicção, confirme a sua consciência, mas com o coração aberto para dialogar com aqueles que têm outra posição religiosa. Já o diálogo inter-religioso é feito entre cristãos e não-cristãos. Isso também não impede que nós dialoguemos com eles. Afinal de contas, nós queremos viver como filhos de Deus e como irmãos”, finalizou.

Clique aqui e confira mais fotos.

Fonte: site da Arquidiocese de Juiz de Fora

Leia mais

NEWSLETTER
Cadastre-se e receba as novidades da Catedral.
  1. Facebook
  2. Twitter
  3. Instagram
  4. Video