Perguntas frequentes sobre o Conclave

As respostas às perguntas a seguir são fornecidas pela Rádio Vaticano e Agência Zenit.

 

O que é um Conclave?
O Conclave, que vem do latim cum clave (fechado), foi instituído apenas em 1271 pelo papa Gregório X e a obrigação do voto secreto só surgiu a partir de 1621. A obrigação do segredo dos cardeais durante e após o Conclave veio apenas com o papado de Pio X, e que incluía também a obrigatoriedade da conservação da documentação em arquivos. Em 1922, um Motu Próprio de Pio XI determinou a espera de 15 dias para iniciar o Conclave, a fim de aguardar a chegada dos cardeais de todo o mundo. A Constituição Apostólica Vacantis Apostolicae Sedis, de 8 de dezembro de 1945, do papa Pio XII, determinou a maioria de 2/3 mais 1 dos votos dos cardeais. O Motu Próprio Summi Pontificis electio, de João XXIII teve por objetivo uma simplificação do processo eleitoral. As listas das votações deveriam ser conservadas em um arquivo e consultadas somente com a autorização de um papa. As anotações dos cardeais também deveriam ser conservadas e não queimadas como no tempo de Pio XII e por fim, deveriam ser queimadas somente as cédulas eleitorais.
Foi o papa João Paulo II quem fixou que o Conclave deveria ser realizado na Capela Sistina. Paulo VI dizia que ‘normalmente’ os Conclaves deveriam ser ali realizados, enquanto que ao longo da história, se dizia que o Conclave deveria ser realizado no local onde o pontífice viesse a morrer. Conclaves foram realizados no Palácio Quirinale, antiga residência dos papas, em quatro oportunidades. Também foi João Paulo II que definiu a Casa Santa Marta como local de acolhida dos cardeais durante o Conclave. João Paulo II também aboliu as formas de eleição ‘por aclamação’ ou ‘por compromisso’, mantendo apenas a forma ‘por escrutínio’.

Leia mais...

OTC festeja 73 anos de fundação na Catedral

nscarmo02O Sodalício da Ordem Terceira do Carmo (OTC) da Catedral está completando 73 anos. Para celebrar a data, a associação convida todos, especialmente os devotos de Nossa Senhora do Carmo, para participarem da missa festiva, neste sábado, dia 09, às 7h.

 

De acordo com a moderadora da OTC, Terezinha Barros, a data de fundação da ordem é 10 de março de 1940, porém a comemoração será no sábado devido à dificuldade de reunir os participantes no domingo, já que muitos são de diversos bairros da cidade e, neste dia, cada um está em sua paróquia de origem.

 

“Para todos os irmãos da Ordem Terceira é uma alegria muito grande festejar 73 anos. Além disso, é muito bom ver a persistência do grupo, que está com uma frequência média de 80 pessoas nas reuniões que realizamos nos primeiros sábados”, declara com entusiasmo.

Leia mais...

Catedral reza pelo Conclave

A Catedral está em comunhão com toda a Igreja Católica no mundo neste momento tão importante: a preparação para a escolha do novo papa.

 

Em sintonia com os católicos e em atenção ao pedido do arcebispo metropolitano de Juiz de Fora, dom Gil Antônio Moreira, as missas deste fim de semana, 09 e 10 de março, terão como intenção especial a eleição do sucessor de Pedro.

 

Além disso, na próxima segunda-feira, dia 11 de março, às 19h, o arcebispo preside missa na Catedral e convida todos os católicos para se unirem e rezarem pelos cardeais que estarão participando do Conclave.

Leia mais...

Leia mais

NEWSLETTER
Cadastre-se e receba as novidades da Catedral.
  1. Facebook
  2. Twitter
  3. Instagram
  4. Video