Catedral sedia missa de posse da nova coordenação do Terço dos Homens

TH-posseNa manhã do último domingo (19), aconteceu na Catedral Metropolitana de Juiz de Fora, a posse da nova coordenação arquidiocesana do Terço dos Homens (TH). A Missa, presidida pelo Arcebispo Metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira, foi celebrada em ação de graças pelo grupo e em intenção dos novos trabalhos.

A Eucaristia foi concelebrada pelo Padre José de Anchieta Moura Lima, pároco da Catedral e também teve a participação dos Diáconos Antônio Valentino da Silva Neto e Celso Aparecido Rodrigues Melo. Este último foi apresentado como assessor espiritual do TH. Em entrevista, o diácono mostrou animado com a missão. “Vamos incentivar os homens para continuar já o trabalho deste ano, esse incentivo vai ser através da liturgia do dia. Todos os dias nós devemos fazer a oração para que possamos crescer na base da oração”.

Em entrevista, o novo coordenador, Paulo Henrique Gomes, da Paróquia Santa Rita de Cássia, contou os planos para o futuro. “A expectativa é a melhor possível. É conseguir, através da ajuda de todos os nossos irmãos do terço, conseguir levar a administração dos próximos quatro anos para toda a nossa Arquidiocese, trabalhando com o social também”. Ele relatou também o desejo da equipe de visitar todas as paróquias da Arquidiocese, o quanto antes.

Estiveram presentes na celebração os membros da coordenação que encerravam seu trabalho. O líder deste grupo, Niltinho Ubirajara, fez um balanço dos últimos anos. “Terminando esse trabalho com muita alegria, foi um aperfeiçoamento na vida espiritual. Fomos interrompidos pela pandemia, mas tivemos grandes momentos. Posso citar a vinda do Padre Antônio Maria que é o autor do hino do terço e incentivador do terço”. Além disso, ele agradeceu a todos que ajudaram o movimento, principalmente ao Arcebispo.

“É um grupo bastante grande, com todos os membros para fazer todo o trabalho de coordenação, animação e promoção da espiritualidade do Terço dos Homens em todas as 37 cidades da nossa Arquidiocese e 91 paróquias. Com o Diácono Celso, como assessor, e o sacerdote continua sendo o Padre Jorge, pároco em Santana do Deserto, para celebrar as Santas Missas e realizar as confissões. Nossa Senhora cubra de bênçãos esses nossos irmãos, nesse trabalho tão importante qual seja o Terço dos Homens na Arquidiocese de Juiz de Fora”, explicou Dom Gil.

Ao final da celebração, o pastor chamou ao altar os homens das duas coordenações, para que todos pudessem ser abençoados e agradeceu pelo “sim” de todos.

Fonte: site da Arquidiocese de Juiz de Fora

É possível conferir mais fotos da celebração no Facebook da Catedral.

34ª Semana de Teologia será realizada de 20 a 23 de setembro

XXIV-Semana-de-TeologiaComeça na próxima segunda-feira, 20 de setembro, a 34ª edição da Semana de Teologia do Centro Universitário UniAcademia, com o tema “Trabalho, família e realidade social: celebrando o Ano Josefino e os 130 anos da "Rerum Novarum”. A programação, que irá até o dia 23, inclui palestras, minicursos e comunicações dos estudantes.

Na conferência de abertura, marcada para as 19h, o tópico “A dimensão social da fé no ministério de Dom Luciano Mendes” será aprofundado pelo Postulador da Causa de Beatificação e Canonização de Dom Luciano Mendes de Almeida, Padre Marcelo Moreira, da Arquidiocese de Mariana (MG). Já nos dias 21 e 22, a palavra será do Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e Família da CNBB, Dom Ricardo Hoepers.

Os temas dos minicursos, que serão realizados na manhã de quarta (22) e na noite de quinta-feira (23), serão: “Ética, Teologia e Juventudes”, “O legado histórico da Rerum Novarum“, “A Josefologia”, “Ministério do Catequista” e “Pastoral urbana e realidades sociais”. O destaque é a contribuição do Bispo de Leopoldina, Dom Edson Oriolo dos Santos, que abordará o último tópico.

A Semana de Teologia será realizada no formato on-line e a participação, aberta a todos os interessados, é gratuita. Clique aqui e faça a inscrição.

Confira os detalhes da programação:

Dia 20 de setembro – Segunda-feira
19h – Oração e Abertura
“A dimensão social da fé no ministério de Dom Luciano Mendes” – Padre Marcelo Moreira (Postulador da Causa de Dom Luciano Mendes de Almeida)


Dia 21 de Setembro – Terça-feira

19h – Oração e Conferência de Dom Ricardo Hoepers


Dia 22 de Setembro – Quarta-feira

9h às 11h – Minicursos
“Ética, Teologia e Juventudes” – Prof.ª Dr.ª Maria Inês de Castro Millen
“O legado histórico da 'Rerum Novarum'” – Prof. Me. Robson Ribeiro de Oliveira Castro Chave
19h – Oração e Conferência de Dom Ricardo Hoepers
21h às 22h30 – Comunicações


Dia 23 de Setembro – Quinta-feira

19h às 21h – Minicursos
“A Josefologia” – Prof. Me. Pe. Cássio Barbosa de Castro
“Ministério do Catequista” – Prof. Me. Padre Antônio Camilo de Paiva
“Pastoral urbana e realidades sociais” – Dom Edson Oriolo – Bispo Diocesano de Leopoldina
21h às 22h30 – Comunicações

Fonte: site da Arquidiocese de Juiz de Fora

"Mães que Oram pelos Filhos" celebram sua padroeira Nossa Senhora de La Salette

n sra saletteNo próximo domingo, 19 de setembro, a Igreja recorda Nossa Senhora de La Salette, patrona das "Mães que Oram pelos Filhos".

Para celebrar a data com antecedência, o grupo da Catedral promove, nesta sexta-feira (17), às 12h, missa em honra a esta devoção mariana.

Os interessados podem acompanhar a celebração presencialmente (respeitando o limite de 50% da capacidade da igreja e por ordem de chegada) ou através das redes sociais e da Rádio Catedral.

História da Aparição de Nossa Senhora da Salette

Fonte: site Santuário Salette SP

Um dia de outono

Em meados de setembro de 1846, um camponês de Ablandins, Pedro Selme, está com o pastor adoentado. Desce a Corps, até a casa de seu amigo, o carroceiro Giraud:-"Empresta-me teu Maximino por alguns dias… "-"Maximino pastor? Ele é irresponsável demais para tanto!…" Conversa vai, conversa vem…, a 14 de setembro o garoto Maximino vai a Ablandins. No dia 17 percebe a presença de Melânia na aldeia. No dia 18 vão pastorear seus rebanhos nos terrenos de Comuna, no monte Planeau. Conversam então, e decidem voltar a pastorear juntos no dia seguinte e no mesmo lugar.

Nas pastagens da montanha

No sábado, 19 de setembro de 1846, bem cedo, as duas crianças sobem as ladeiras do monte Planeau. O sol resplandecia sobre as pastagens… Ao meio dia, no fundo do vale, o sino da Igreja da aldeia toca a hora do Ângelus. Maximino e Melânia tornam a subir pelo vale até a "fonte dos homens". Junto à fonte, comem pão e um pedaço de queijo. Outros meninos pastores, que pastoreiam mais abaixo, juntam-se aos dois e passam a conversar. Depois que eles partiram, Maximino e Melânia atravessam o regato e descem alguns passos até os dois assentos de pedras empilhadas, junto à poça seca de uma fonte sem água: e a "pequena fonte".

Uma estranha claridade

Contrariamente a seu costume, as duas crianças se estendem sobre a relva…e adormecem. O clima sob o sol de final de verão, é agradável. Nem uma nuvem no céu. calma e ao silêncio da montanha. Bruscamente Melânia acorda e sacode Maximino! - "Maximino, Maximino, vem depressa, vamos ver nossas vacas…Não sei onde andam!". Rapidamente sobem a ladeira oposta ao Gargas. Voltando-se, têm diante de si toda a pradaria: as vacas lá estão ruminando calmamente. Os dois pastores se tranquilizam. Melânia começa a descer. A meio caminho se detêm imóvel e, de susto, deixa cair o cajado.- "Maximino, olha lá, aquele clarão!" Junto à pequena fonte, sobre um dos assentos de pedra…um globo de fogo. "É como se o sol tivesse caído lá". No entanto, o sol continua brilhando num céu sem nuvens.

Maximino corre gritando:- "Onde está? Onde está?" Melânia estende o dedo para o fundo do vale onde haviam dormido. Maximino para perto dela, cheio de medo e lhe diz:- "Segura o teu cajado, vai! Eu seguro o meu e lhe darei uma paulada se "aquilo" nos fizer qualquer coisa". O clarão se mexe, se agita, gira sobre si mesmo. As duas crianças faltam palavras para externar a impressão de vida que irradia desse globo de fogo. Uma mulher ali aparece, assentada, a cabeça entre as mãos, os cotovelos sobre os joelhos, numa atitude de profunda beleza.

O Santuário na Montanha

No dia 1º. de maio de 1852 Dom Felisberto de Bruillard publica novo mandamento, anunciando a construção de um santuário sobre a montanha de La Salette, e a criação de um grupo de missionários diocesanos a quem dá o nome de "Missionários de Nossa Senhora da Salette". E acrescenta:- "A Santa Virgem apareceu em La Salette para o mundo inteiro, quem disso pode duvidar?". O futuro irá confirmar e ultrapassar estas expectativas, assegurado o elo de ligação. Pode-se pois dizer que Maximino e Melânia cumpriram sua missão.

Se encontra no coração da montanha, a 1800 metros de altitude, nos Alpes franceses. O santuário e a Hospedaria foram confiados pela Diocese de Grenable a Associação dos Peregrinos de La Salette. Os Missionários e as irmãs de Nossa Senhora da Salette asseguram sua animação e funcionamento. O dia-a-dia é tomado pela Eucaristia e os Ofícios da Manhã e da Tarde, vigílias e procissões, terço e via-sacra… sem esquecer a oração silenciosa sempre possível na montanha ou nos oratórios.

Leia mais

NEWSLETTER
Cadastre-se e receba as novidades da Catedral.
  1. Facebook
  2. Twitter
  3. Instagram
  4. Video